O verdadeira Aecio Neves e seu pupilo Antonio Anastasia do PSDB escondido e blindado por trás da mídia Golpista,e da imprensa censurada mineira e pela mídia convencional que ajuda a esconder a corrupção do PSDB
publicado por aecioneves | Quarta-feira, 28 Dezembro , 2016, 22:54

#Desatucanou?  PF tirou Aécio Neves da praia para depor;

“Qualé, mermão”

Pior que condução coercitiva: a PF tirou Aécio da praia para depor

Não fosse uma nota numa coluna da revista Época, você jamais ficaria sabendo que Aécio Neves foi depor na Polícia Federal.
Menos de uma semana depois do Juiz Sergio Moro ter tirado férias para os EUA, o seu companheiro de festas senador Aecio Neves foi ouvido no inquérito que apura se ele fraudou dados da CPI dos Correios, de 2005.

 

Se houve vazamento para a imprensa, ninguém deu prosseguimento. Mais provavelmente, nada foi vazado.
Também não teve cobertura ao vivo na GloboNews, helicóptero, agentes com fuzis e muito menos condução coercitiva. Tudo nas mais perfeitas calma e civilidade.
Sob essa cortina de silêncio, escapou a razão do depoimento. Em sua delação premiada homologada no STF, Delcídio do Amaral contou que o mineiro maquiou informações obtidas no Banco Rural pela Comissão Parlamentar de Inquérito que ele presidiu.
Suspeita-se da ocultação da relação entre o Banco Rural e o mensalão mineiro.
Delcídio também implicou Eduardo Paes, na época deputado federal pelo PSDB, e Clésio de Andrade.
“Que os dados atingiriam em cheio a pessoas de Aécio Neves e Clésio Andrade, governador e vice-governador de Minas Gerais”, lê-se na delação.
Sobra ainda para Carlos Sampaio, o pitbull de Aécio ao longo de 2015 e meados de 2016. Sampaio saberia da tentativa de maquiagem.
Em outubro, Gilmar Mendes atendeu ao pedido de Janot e autorizou a PF a analisar vídeos do transporte de documentos da CPI dos Correios.
No dia em que o inquérito sobre Aécio foi aberto, 3 de maio, servidores transportaram caixas de uma sala para a Coordenação de Arquivo do Senado a pedido do gabinete do tucano.
Aécio alegou que estava colhendo elementos para apresentar a sua defesa. Você acredita se quiser.
O maior desrespeito dos agentes que quiseram ouvi-lo na terça foi tirar Aécio Neves da praia com um sol desses. Isso não se faz.
Fonte DCM

Salvar


publicado por aecioneves | Sexta-feira, 05 Fevereiro , 2016, 13:28


MPF e Sergio Moro ignoram denuncias contra... por psdbcensuradopeloyoutube

 

'É um terço SP, um terço nacional e um terço Aécio'
Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, o lobista Fernando Moura afirmou que Furnas era uma estatal controlada pelo hoje senador Aécio Neves (PSDB-MG) no governo Lula, e que o esquema de propina se assemelhava ao instalado na Petrobras: "É um terço São Paulo, um terço nacional e um terço Aécio"; ele disse ainda que, em conversa com o então ministro José Dirceu para a escolha de nomes para a diretoria de estatais, o nome de Dimas Toledo foi apresentado: "Ele me respondeu: 'Esse foi o único cargo que o Aécio pediu pro Lula. Então você vá lá conversar com o Dimas e diga para ele que vamos apoiar [a indicação de seu nome]'"; em nota, o PSDB definiu como "declaração requentada e absurda" a citação a Aécio e uma "velha tentativa de vincular o PSDB aos crimes cometidos no governo petista"
247 – Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, o lobista Fernando Moura afirmou que Furnas era uma estatal controlada pelo hoje senador Aécio Neves (PSDB-MG) no governo Lula, e que o esquema de propina se assemelhava ao instalado na Petrobras: "É um terço São Paulo, um terço nacional e um terço Aécio."
Ele citou uma reunião que teria ocorrido em 2002 para a escolha de nomes para a diretoria de diversas estatais.
Renato Duque teria sido indicado ao então ministro José Dirceu, segundo ele. Para Furnas, o lobista disse que citou o nome de Dimas Toledo. "Ele (Dirceu) perguntou qual era minha relação com o Dimas Toledo e eu respondi que o achava competente, profissional. Então ele me respondeu: 'Não, porque esse foi o único cargo que o Aécio pediu pro Lula. Então você vá lá conversar com o Dimas e diga para ele que vamos apoiar [a indicação de seu nome]'".
Moura relata ainda que Dilma Toledo, ao assumir a diretoria, afirmou a que "em Furnas era igual", referindo-se a esquema de propina. "Ele disse: 'Não precisa nem aparecer aqui. Vai ficar um terço São Paulo, um terço nacional e um terço Aécio'".
O lobista presta seu terceiro depoimento na Lava Jato após mentir sobre o suposto envolvimento de Dirceu no esquema. Ele havia isentado o ex-ministro, depois falou que foi ameaçado e agora reafirmou as acusações.
Em nota, a assessoria de imprensa do PSDB definiu como "declaração requentada e absurda" a citação a Aécio e uma "velha tentativa de vincular o PSDB aos crimes cometidos no governo petista". "O PSDB jamais fez qualquer indicação para o governo do PT. O senador Aécio Neves não conhece o lobista, réu confesso de diversos crimes, e tomará todas as providências cabíveis para desmontar mais essa sórdida tentativa de ligar lideranças da oposição aos escândalos investigados pela Operação Lava Jato", acrescentou.
O advogado de Dimas Toledo, Marco Moura, afirmou, em nota, que as informações de Moura são "absolutamente inverídicas".
Leia aqui reportagem de Juliana Coissi sobre o assunto.


publicado por aecioneves | Quarta-feira, 31 Dezembro , 2014, 16:59

Depois de fazer campanha aberta pela eleição do tucano Aécio Neves (PSDB-MG) à presidência, Veja publica ranking que o aponta como o pior senador do Brasil em 2014, com nota zero; para a criação da lista, segundo a revista, "são levadas em conta propostas de ajuste na legislação capazes de contribuir para um país mais moderno e competitivo, segundo a perspectiva de VEJA e da Editora Abril"; dos 20 mais bem colocados no 'Ranking do Progresso', divulgado pela quarta vez consecutiva, sete parlamentares pertencem aos quadros da dupla PSDB/DEM, mesmo número dos governistas PT/PMDB

 

Minas 247Depois de fazer campanha abertaà eleição de Aécio Neves à Presidência da República, a revista Veja publicou na edição deste fim de semana um ranking que coloca o tucano como o pior senador do Brasil em 2014. Ele foi o único senador a receber pontuação zero no chamado 'Ranking do Progresso', divulgado pela revista pelo quarto ano consecutivo. Para a formação da lista, de acordo com a publicação, "são levadas em conta propostas de ajuste na legislação capazes de contribuir para um país mais moderno e competitivo, segundo a perspectiva de VEJA e da Editora Abril". A Veja publica um quadro com os "nove eixos considerados fundamentais para isso". Confira abaixo:

Aecio Neves pior sewnador

A lista de senadores é liderada por Eduardo Amorim, do PSC-SE. Já na de deputados, quem está no topo são dois tucanos: o líder do PSDB na Casa, Antonio Imbassahy (BA), e Marcus Pestana, presidente do PSDB de Minas Gerais. A revista aponta que, no ranking deste ano, há "maior equilíbrio entre parlamentares do governo e da oposição na Câmara Federal". Dos 20 mais bem colocados, sete pertencem aos quadros da dupla PSDB/DEM, mesmo número dos filiados aos partidos aliados ao governo PT/PMDB. "O que explicaria tal mudança?", pergunta a reportagem de Veja. "É impossível não considerar como determinante do ranking de 2014 o fator 'calendário eleitoral'. Tivemos um longo e árduo ano de campanhas para os pleitos presidencial e legislativo — contaminadas, mais uma vez, por uma sucessão de escândalos que envolveram a classe política e alguns candidatos-protagonistas. Senadores e deputados passaram boa parte de 2014 empenhados em levar aos seus eleitores o resultado do trabalho desenvolvido a partir de 2011. Além disso, muitos congressistas se lançaram na disputa para os executivos federal e estaduais. Isso trouxe pelo menos duas consequências: a) um número pequeno de deliberações no Congresso, se considerarmos como base o período 2011-2013; b) pouco trabalho feito por parlamentares que, em outro momento, teriam maior atuação nos processos decisórios do Legislativo", explica a revista. Leia aqui a íntegra.


publicado por aecioneves | Segunda-feira, 29 Agosto , 2011, 14:24

do Blog Contexto Livre

 

 

Ricardo teixeira Aecio neves PSDB MG e cbf

 

Como esperado, algumas federações tentaram reprimir a manifestação de torcedores contra Ricardo Teixeira.

Os aliados do Imperador trabalharam rápido, na tentativa de esconder a indignação popular.
Andres Sanches conseguiu o intuito de minimizar o movimento nas “organizadas” corinthianas, que, covardes, não participaram.
Diferentemente das palmeirenses, que até mosaico gigante contra Ricardo Teixeira fizeram em Presidente Prudente.
Vale lembrar que o presidente da tal associação de “organizadas” que liderava o movimento era exatamente o dos “Gaviões da Fiel”, que, demonstrando submissão, e o rabo preso por uma ação “entre amigos” num distrito policial, não ousou desobedecer aquele que o “ajudou”.
Na Vila, torcedores do São Paulo inundaram o estadio e suas cercanias com a maior manifestação entre todas as torcidas, enquanto as “organizadas” do Peixe, antes inimigas de Luis Álvaro, seguiram suas ordens de não afrontar àquele a quem o presidente santista beija as mãos.
Em Minas Gerais, Aécio Neves, amigo do Barão, impediu que as faixas entrassem no estádio, orientando ainda os policiais a darem constrangedoras explicações à imprensa.
Enquanto isso, a Rede Globo esforçava-se para não colocar em sua telinha sequer um cartaz, abusando de imagens fechadas e, por vezes, desfocadas.
Essa gente não percebeu ainda que é justamente a repressão que alimenta a indignação, motivo pelo qual não tenho dúvidas de que o “Fora Ricardo Teixeira” crescerá ainda mais nos próximos dias.

publicado por aecioneves | Segunda-feira, 27 Junho , 2011, 01:42

O que Aécio Neves (PDSB/MG)tem, que Sérgio Cabral (PMDB/RJ) não tem?

relações de Aecio neves com empreiteiros e Fernando Cavendish

 

Um trágico acidente de helicóptero em Trancoso, na Bahia, revelou que o governador Sérgio Cabral (PMDB/RJ) ia a uma festa de aniversário de Fernando Cavendish, dono da empreiteira Delta. A empreiteira tem obras junto ao governo do Rio. Não há no noticiário nenhuma acusação de fato contra Sérgio Cabral, apenas as suspeitas de sempre, com base no teste de hipótese de que “se não é culpado, é bem possível que poderia ser”.

 

Realmente, seria o ideal e mais prudente a um governador, manter uma distância pessoal maior de empreiteiros que tem contratos com o estado. Mas é estranho essa súbita cobrança da imprensa, quando o costume vem pelo menos desde D. Pedro II que convivia muito bem com o Barão de Mauá, e quando os próprios donos da imprensa sempre cultivaram “amizades” com governantes, sejam da ditadura, seja na era demo-tucana.

 

Mas o mais irônico, é que se Cabral é suspeito, então por que Aécio Neves (PSDB/SP) é louvado quando, em novembro de 2007, em pleno exercício do governo de Minas, frequentou a casa de Fernando Cavendish, em badalada festa, na Avenida Vieira Souto, no Rio

 

Fonte:Os Amigos do Brasil


publicado por aecioneves | Sábado, 18 Junho , 2011, 20:22

Já publicamos as irregularidades nas obras do Mineirão na gestão Aécio neves e Anastasia que foi tão escandaloso que até o PIG amordaçado MGTV publicou em seu telejornal Aecista ,claro sem mencionar o nome dos Tucanos uma suposta denúncia de contratação de obras sem licitação,o que além de enriquecer os politicos em questão(Aécio,Anastasia e pessoas ligadas)  favorece a um grupo de empresas encarecendo os serviços e diminuindo a qualidade dos serviços e só vantagen a proprietarios dessas empresas "ganhadoras"

 Fonte:Blog Historiaparaboiacordar

 


publicado por aecioneves | Sábado, 11 Junho , 2011, 16:26

Depois do Ex-Presidente FHC chamar os aposentados de Vagabundos e recomendar a aliados se manter longe do Povão  ,o atual líder do Partido no Senado  de Alckmin , Serra  e Aécio Neves o Senador Fofoqueiro Álvaro Dias(PSDB-PR) mostra realmente o que o partido pensa dos beneficiários do Bolsa Família.

 

Vídeo censurado pelo Youtube e o PSDB vejam outro abaixo

Álvaro Dias e o preconceito do PSDB contra o Bolsa Família e contra os pobres. from forapsdb on Vimeo.

 

Em entrevista ao programa Roda Viva, o senador Álvaro Dias (PSDB/PR) revelou o pensamento tucano sobre o programa Bolsa-Família:
"O Bolsa Família não tira ninguém da miséria. Mantém na miséria, porque ESTIMULA A PREGUIÇA, inclusive... há gente que NÃO QUER TRABALHAR porque não quer ter carteira assinada para não perder o Bolsa Família,essa é uma verdade" - disse o tucano.
Marília Gabriela, cujos patrões no Roda Viva é o governo tucano do Estado de São Paulo, entrou em pânico com a mancada, e soou o gongo antes da hora, impedindo o tucano de divagar mais suas idéias preconceituosas de tucanos que não gostam de pobres. Se deixasse o senador falar mais um pouco acabaria chamando de "bolsa-esmola".

Repare com Reinaldo Azevedo (PIG Veja) até abaixa a cabeça, desolado...

Álvaro Dias, é líder do PSDB no Senado, por isso fala pelo partido.
E foi o candidato "puro-sangue" a vice-presidente de José Serra (PSDB/SP), por um dia, nas eleições de 2010, até ser substituído por Indio da Costa (ex-DEMos/RJ).

Como senador ocioso, que não produz nada para o país, pelo contrário, atrapalha conspirando contra o governo escolhido pelo povo, ganha R$ 26 mil por mês, e tem a cara-de-pau de chamar de preguiçoso uma pessoa do bolsa-família que recebe algo entre R$ 32,00 e R$ 70,00 per-capta.

Fonte:BLOG Porque não Votar em geraldo Alckmin e José Serra 


Enviem seu repúdio a isso CLICANDO AQUI

 


publicado por aecioneves | Quarta-feira, 01 Junho , 2011, 17:44

retirado do BLOG Rodrigo Vianna ,já que a PIG OMITIU
No domingo, a “Folha” publicou – com grande estardalhaço – a lista de parlamentares que possuem emissoras de rádio e TV – ou que mantêm as emissoras em nome de parentes. A reportagem, na edição impressa, remetia o leitor para a “lista completa” que podia ser lida na internet, no UOL. E esclarecia que o material tinha sido preparado pelo Ministério das Comunicações.
Esse blogueiro estranhou, como se pode ler aqui, que a reportagem da “Folha” não citase o senador Aécio Neves – impulsivo e notívago líder da oposição. Recentemente, como se sabe, Aécio foi flagrado numa blitz da Lei Seca no Rio. Recusou-se a fazer o teste do bafômetro. Deve ter as razões dele… O mais interessante: investigações posteriores mostraram que o carro dirigido pelo senador estava em nome da rádio Arco-Íris, que tem a irmã e a mãe de Aécio como sócias, em Minas – como se pode ler aqui. Toda a imprensa divulgou a história (de forma discreta, claro, porque tucanos em geral não devem ser incomodados com essas bobagens).
Estranhei que a rádio da família de Aécio não estivesse na reportagem da “Folha”. E cheguei a supor que omissão se dera porque Aécio e família também  não constassem da lista original do Ministério – que suscitou a reportagem…
Mas eis que vários leitores alertam-me para o detalhe: na lista original, consta, sim, uma tal “Rádio Colonial FM Ltda” (em nome da irmã de Aécio)!
A Rádio Colonial e a Rádio Arco-Íris são a mesma coisa? Uma é nome fantasia a outra é o nome da empresa? Ou é uma segunda rádio? Tema  ser melhor apurado…
Vejam, na página 250 da lista, o nome da irmã de Aécio, Andréa Neves (que, dizem, é a mentora do impulsivo líder da oposição):

relação de políticos donos de rádio inclusive andreia neves



Opa, a situação então ficou mais estranha!
A “Folha” incluíra na reportagem de domingo casos de parlamentares que colocam rádios em nome de parentes. A irmã de Aécio está na lista! E Aécio não aparece na reportagem!
Precisa dizer mais alguma coisa?
Como disse a Ângela – uma das leitoras que me alertaram para o fato: “A Folha só não deu mesmo porque não quis”.

Imaginem se houvesse uma rádio no nome da irmã de Lula? Ou da prima do Zé Dirceu? A “Folha” ia “esquecer” de incluir na reportagem?
Aécio não é qualquer um: trata-se do proclamado “novo líder da oposição”.
A “Folha” também não é qualquer uma. Na direção do jornal está Judith Brito, que anunciou ano passado de forma taxativa: como os partidos da oposição estão em crise, cabe à imprensa fazer oposição!
Ok! Mas, desse jeito, não, Judith! Fica feio demais… Brigar com os fatos vai deixar a imprensa de oposição tão fraca quanto a oposição partidária demotucana – que também briga com os fatos há 9 anos!
Desse jeito, de oposição verdadeira mesmo vão sobrar apenas o PMDB e o Palocci.

Leia outros textos de Radar da Mídia


publicado por aecioneves | Quarta-feira, 23 Fevereiro , 2011, 14:31
aECIO NEVES AUTORITARIO DITADOR ,fhc E sERRA
Aécio e as leis delegadas

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse ontem ao PIG Folha do PSDB que o governo Dilma começou de forma “autoritária” sua relação com o Congresso Nacional..”É lamentável que um governo comece sua relação tentando solapar uma prerrogativa constitucional do Legislativo”

Oras, oras. Aécio foi o governador que mais  utilizou  as Leis Delegadas. Recorde histórico no Brasil. Agora Aécio  fala em respeito ao Legislativo?

Aécio é até agora o recordista na emissão de leis delegadas em Minas, na comparação com os seus antecessores desde 1985. Ele editou 130 leis com as duas delegações dadas pela Assembleia Legislativa. Foram 63 leis delegadas editadas no início de 2003 e 67 em janeiro de 2007.

Minas Gerais é dirigida por oligarquia da República Velha, do tempo do “café-com-leite”. Aécio, que aparece posando de “democrata”, governou sob “estado de exceção”, através das tais leis delegadas. É uma gente que não suporta o debate público. A imprensa em Minas está amordaçada: Qualquer jornalista que abre a boca é escorraçado do estado. Controlam tudo com mão de ferro: dos jornais aos times de futebol! É uma oligarquia total.Este é o PSDB,que chamam os outros partidos de ditadores
Por:  Helena

Quem é ele para falar sendo que ele(Aecio Neves) e seu Pupilo Anastasia governam por decreto,sem a participação dos Deputados Estaduais,deveria olhar o seu primeiro.

Vejam mais sobre a censura de Aécio Neves nas  Minas Gerais clicando Aqui

Fonte Jornal Floripa 
O senador Lindbergh Farias (PT/RJ) desmascarou o colega de senado Aécio Neves (PSDB/MG), membro da oposição que fazia uma celeuma por causa da palavra "decreto", escrita na lei que fixa o salário mínimo até 2015, como se fosse um ato autoritário contra o Congresso.
Lindbergh enquadrou Aécio: "Falar em esvaziamento do parlamento, é falar em lei delegada..."
Aécio, quando governador, arrancou da Assembléia Legislativa mineira, autorização para governar no início por lei delegada. É uma carta branca dada pelos deputados estudais para o governar sem precisar da aprovação do legislativo.
Aécio ouvir tudo calado. É esse o grande timoneiro tucano para 2014?

Clique aqui para ler sobre o “Golpe do voto distrital, outra charlatanice do Cerra e do Farol”.
Clique AQUI e Vejam a Perseguição sofrida por vereadores Petistas em São Paulo pelo Autoritarismo dos governos DemoTucano no Estado

publicado por aecioneves | Terça-feira, 18 Janeiro , 2011, 10:56
Começa com força total, nada menos que quatro anos antes, o esquema que visa o lançamento da candidatura do ex-governador de Minas, agora senador eleito, Aécio Neves (PSDB-MG), à Presidência da República em 2014.

Uma das pontas de lança do esquema é o sucessor de Aécio, o governador tucano mineiro, Antônio Anastasia. Ele se prevalece do total controle que os governos de Minas sempre detém sobre a imprensa do Estado, e do espaço que a tradicional velha mídia concede ao PSDB, para publicar hoje extensas entrevistas nos grandes jornais - O Estado de S.Paulo, Valor Econômico, Folha de S.Paulo, etc. - sempre com a mesma tônica: Aécio tem de ser o candidato do tucanato a presidente em 2014.

Nas entrevistas de hoje, Anastasia repete, também, uma espécie de chavão: o PSDB é nacional e não tem dono. Recado mais claro impossível, para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador paulista Geraldo Alckmin e, principalmente, o candidato tucano a presidente derrotado no ano passado, José Serra que, age na surdina, mas não desencarna do eterno papel a que se atribui de candidato ao Planalto.

O movimento pró-candidatura Aécio-presidente foi deflagrado ainda antes da virada do ano (e apenas um mês após a eleição da presidenta Dilma Rousseff) pelo novo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, em cerimônia na FIESP a que estava presente o presidente Lula. Intensifica-se agora com Aécio, já praticamente em campanha, por enquanto ainda disfarçada pela luta política deles para enfraquecer a hegemonia que o tucanato paulista detém sobre o nacional.

Com Antônio Anastasia à frente, a campanha aecista é deflagrada com total apoio e uso da poderosa máquina de governo de Minas Gerais. Detalhe: o grupo que se lança a campo, quatro anos antes do próximo pleito presidencial, é o mesmo que entrou com dezenas de ações junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acusando o então Presidente Lula e a atual presidenta, Dilma Rousseff, de fazerem campanha eleitoral antecipada.
Fonte:http://conexaopolitica.blogspot.com/2011/01/eleicoes-2014-jogo-de-anastasia-e.html

"É PSDB :
Quem mesmo faz campanha antecidada?
Quem mesmo usa a máquina pública?
E PIOR usa o PIG (Partido da Imprensa Golpista)para se promover com recursos do Estado,aguardem como aconteceu em São Paulo muito corte de verbas em áreas prioritárias para obras que tenham destaque eleitoreiro,muita exposição na mídia e pouco trabalho

pesquisar neste blog
 
Outubro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


comentários recentes
O JUIZ NÃO CONCURSADO E SEM OAB, AGENTE DA CIA (TR...
UM BANDIDO CANALHA REMUNERADO PELO MENSALÃO TUCANO...
é difícil entender por que esse gangster Aécio ain...
Esse Aécio parece que é protegido do judiciário br...
Gilmar Mendes suspende coleta de provas em investi...
Gilmar Mendes suspende coleta de provas em investi...
Vagabundo, fingido, nunca fez nada na vida a nåo c...
Vagamundo.
Que engraçado esses caras do PT... Só porque um de...
Fonte Revista veja, sem comentáriosOutra fonte que...
mais sobre mim
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds