O verdadeira Aecio Neves e seu pupilo Antonio Anastasia do PSDB escondido e blindado por trás da mídia Golpista,e da imprensa censurada mineira e pela mídia convencional que ajuda a esconder a corrupção do PSDB
publicado por aecioneves | Segunda-feira, 03 Dezembro , 2012, 02:27

 Andréa Neves recebeu R$ 650 mil do caixa 2 de Furnas para garantir curral eleitoral de Aécio Neves no interior de MG

Irmã do senador Aécio e influente no governo dele em Minas (2003-2010), Andréa Neves é citada em declaração de caixa dois de estatal, registrada em cartório; dinheiro serviria aos candidatos a prefeito do interior nas eleições de 2002.




25 de Julho de 2011 às 17:39

Periciada pela Polícia Federal e reconhecida como autêntica, a “Declaração para Fins de Prova Judicial ou Extrajudicial” assinada pelo ex-presidente de Furnas Dimas Fabiano Toledo e registrada no 23º Ofício de Notas do Rio de Janeiro, em novembro de 2008, contém anexos com listas de nomes de políticos que receberam, segundo o declarante, verbas do caixa dois da estatal. Ele foi de extrema organização, não apenas na feitura das listas, mas, especialmente, na obtenção do dinheiro e no repasse aos políticos. Tanto que, pelo que informa no documento, havia até mesmo planilhas de desembolso feitas pelas campanhas eleitorais para justificar os gastos do dinheiro do caixa dois. A finalidade do repasse do dinheiro extraído ilegalmente da estatal era o financiamento de campanhas eleitorais no pleito de 2002.


Em relação a Minas Gerais, num papel timbrado de Furnas (documento original republicado acima), o então presidente Toledo registrou o seguinte:



“Minas Gerais – Candidato a Governador: Aécio Neves – Repasse direto: R$ 5.500,000,00”

Em seguida, um destaque e mais nomes:

“Valores repassados para o candidato a deputado federal sr. Danilo de Castro, distribuídos aos candidatos ao senado, conforme planilha de desembolso apresentada pelos seus coordenadores de campanhas-MG:

Eduardo Azeredo: R$ 550.000,00 (repasse coordenador); Hélio Costa: R$ 400.000,00 (repasse coordenador); Zezé Perrella: R$ 350.000,00 (repasse coordenador).”

Logo abaixo, a declaração prossegue:

“Outros valores repassados para o candidato a deputado federal sr. Danilo de Castro, destinado aos candidatos eleitos a deputados estaduais, federais e suas coligações. Valor: R$ 3.800.000,00. Marcio Rodrigues: R$ 40.000,00; Rafael Guerra: R$ 40.000,00; Eduardo Barbosa: R$ 35.000,00”.

Há, ainda, um último ponto sobre os repasses que Dimas fez questão de registrar em cartório – e este ponto faz menção direta a Andréa Neves, irmã do atual senador Aécio e integrante, no governo dele, do Grupo Técnico de Comunicação de Minas Gerais, onde se decidia a destinação das verbas publicitárias do governo estadual. A citação feita por Toledo em sua Declaração é a seguinte:

“Valor avulso repassado para Andréa Neves, irmã de Aécio Neves, para os comitês e prefeitos do interior do Estado-MG. Valor: R$ 695.000,00”.

No papel timbrado de Furnas, as informações entre aspas acima eram encimadas pela palavra “confidencial”.

Nos links, leia as notícias de 247, publicadas na sexta-feira 22 e na segunda-feira 25, a respeito do declarado em cartório caixa dois de Furnas:






pesquisar neste blog
 
Dezembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


comentários recentes
Esse Aécio parece que é protegido do judiciário br...
Gilmar Mendes suspende coleta de provas em investi...
Gilmar Mendes suspende coleta de provas em investi...
Vagabundo, fingido, nunca fez nada na vida a nåo c...
Vagamundo.
Que engraçado esses caras do PT... Só porque um de...
Fonte Revista veja, sem comentáriosOutra fonte que...
http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agenci...
Tenho uma sobrinha que precisa de uma cirurgia nos...
Olha só colega, você está trocando os números com ...
mais sobre mim
blogs SAPO